Alta Patagônia : Bariloche

Bariloche é um lugar de paisagens inesquecíveis: com roteiros que atendem tanto a quem busca por uma viagem romântica quanto para quem procura atividades para crianças, é para quem gosta de comer bem e provar excelentes vinhos a bons preços. E, claro, é um destino incrível para quem quer praticar esportes de neve.

Onde Ficar

Para quem visita Bariloche pela primeira vez, acho bacana ficar no centrinho da cidade, perto dos restaurantes e do comércio. Escolhemos um apartamento no Airbnb e super recomendamos: vista linda, a uma quadra de um supermercado e a duas quadras da Calle Mitre, que é a rua principal (link do apartamento aqui).

O centrinho da cidade conta com alguns pontos bastante charmosos, mas ainda assim é bastante simples (especialmente se comparado ao centrinho de San Martin de Los Andes, cidade que vamos mostrar no próximo post desta série). Um dia é o suficiente para circular por aqui, onde ficam os principais serviço da cidade como casas de câmbio, rodoviária e supermercados.

Por outro lado, se o que você pretende é se dedicar à prática de esportes e aproveitar a montanha ao máximo, recomendamos que você se hospede em algumas das dezenas de opções no vilarejo que se criou em torno do Cerro Catedral e venha para o centrinho da cidade somente a passeio – inclusive, decidimos que faremos isso em nossa próxima viagem à Alta Patagônia.

Onde Comer e Beber

Manush – localizado no entorno de uma praça que abriga alguns hostels, o concorrido Manush é para ver gente bonita e provar cervejas excelentes – ideal para um animado happy hour e petiscos!

El Boliche de Alberto – o Rafa pesquisou bastante e escolheu este que é um dos mais tradicionais restaurantes de parrilla em Bariloche, então nada mais justo que ele contar o que achou:

Experiência memorável em todos os aspectos: o ponto do ojo de bife estava perfeito; carne macia, suculenta e saborosa. A morcilla me surpreendeu por seu sabor e preparo, tudo acompanhado pelo excelente chimichurri da casa, feito com ervas frescas maceradas. Para completar, o Malbec Argentino recomendado pelo sommelier foi uma escolha certeira. 

O que fazer

CERRO OTTO

O que esperar: atividades para crianças e restaurante giratório.

A  Confiteria Giratoria é o maior atrativo do Cerro Otto: um restaurante em que a comida é apenas uma boa desculpa para apreciar o panorama. A trucha con papas deixou bastante a desejar (preço salgado, comida sem sal e muitas, muitas espinhas de peixe), mas em compensação tivemos a sorte de conseguir uma mesa na janela, onde a vista incrível se renova a cada instante de seus 360 graus.

CERRO CAMPANÁRIO

O que esperar: paisagem exuberante e cafeteria.

O mais legal de subir o Campanário é a visão macro de toda a região: os vários mirantes posicionados em todas as frentes do morro permitem que o visitante se localize e, de quebra, apresentam algumas das paisagens mais coloridas e contrastantes que Bariloche oferece durante o inverno. Aqui há, também, uma cafeteria simples onde é servido aquele chocolate quente que salva a vida quando precisamos de uma pausa do frio.

CERRO CATEDRAL

O que esperar: estrutura de vilarejo e esportes de neve.

O vilarejo do Cerro Catedral tem um clima leve e descontraído, com uma boa variedade de restaurantes, comércio  e hospedagem. Por recomendação do taxista que nos levou do centro de Bariloche até la, tivemos a sorte de parar no Posadas Aurelio, onde encontramos comida deliciosa, aluguel de equipamentos e atendimento gentil.

A estrutura para esportes de neve é enorme, com pistas para as mais diversas graduações. Como eu sou iniciante e não me dei muito bem com os esquis, o Rafa foi o cavalheiro de sempre e ficou comigo na (lotadíssima) pista de base.

As atividades nas pistas se encerram as 17h00, dando espaço para circularmos mais um pouco pelo vilarejo e descobrir os bares after ski como o Samsara Mountain, que nesse horário fica lotado de gente bonita. Uma das coisas mais bacanas do espírito de montanha é que ninguém troca de roupa para curtir o fim do dia: todos descem das pistas direto para o agito, que vai até em torno de 20h30, quando as luzes se acendem e todos vão jantar em algum outro lugar (no vídeo mostramos bem o clima mezzo balada, mezzo happy hour).

A essa hora não tem mais transporte público saindo do Catedral (nem táxi, nem ônibus, nada) e, assim, a única alternativa para quem está sem carro é chamar um táxi do centro de Bariloche. Como isso leva algum tempo, voltamos ao Posadas Aurelio para jantar uma deliciosa pizza de morrones enquanto esperávamos.

Curtiu o post? Ficou com alguma dúvida? Escreve pra gente: adoramos falar de viagem e vai ser muito legal se pudermos te ajudar!

Um beijo e até breve,

Rafa e Marcinha

Próximo post: Cerro Chapelco e San Martin de los Andes

Anúncios

2 comentários sobre “Alta Patagônia : Bariloche

  1. Olá! Primeiramente parabéns pelo blog!
    Estou planejando uma viagem com dois amigos para Bariloche e com isso encontrei o blog de vocês. Estamos indo para a prática de snowboard, sendo esse nosso principal foco. Gostaria de saber se existem hospedagens no vilarejo na base da montanha, para evitar transporte do centro até a estação todos os dias. Saberiam dizer se é interessante deixar para comprar os passes e alugar equipamentos ao chegar no vilarejo ou as reservas pela internet com preços de early booking valem mais a pena? Obrigado!

    Curtir

    1. Oi Flávio, tudo bem? Seja bem vindo sempre!
      Se você pretende mesmo é praticar esportes, vale muito mais a pena se hospedar diretamente na montanha, com certeza! Há diversas opções para todos os gostos e bolsos por ali, como Village Catedral, Catedral Inn e Knapp. Eu gostei muito do que vi no Posadas Aurelio (rústico, mas aconchegante), e se você digitar o nome deles no Google Maps, vai ver no próprio mapa que tem bastante coisa por ali.

      Quanto aos passes e equipamentos, é muito mais econômico pegar os pacotes para vários dias. Não sei falar do early booking porque comprei lá na hora ; )

      Boa viagem! depois nos conta como foi?

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s