Hawaií – parte 8 – Mauna Kea, Big Island

O Hawaii é muito mais que praia, e em nossa despedida da Big Island tem neve, ar rarefeito e vulcão: Mauna Kea significa “montanha branca” em virtude do cume constantemente nevado nesta que é a maior elevação oceânica do mundo – a partir de seu topo acima das nuvens foi possível assistir a um por do sol que eu nunca, nunca vou esquecer.

Cada vez que assisto, morro de saudades da emoção que senti ao ver tanta beleza numa paisagem tão extrema.

Você sairá de Kona com calor, o que torna difícil assimilar que em poucas horas o frio seco estará enrugando a sua pele, mas vai por mim: a 4.170m de altitude tudo o que você vai querer é roupa pesada para enfrentar o ar gelado, então agasalhe-se bem e leve bastante água (e se você faz o tipo prevenido, eu acrescentaria hidratante para as mãos e lip balm).

Por causa do por do sol, nesse passeio o timing é bem importante: saímos às 15h30 para percorrer os 88km que separam Kailua-Kona do Maunakea Visitor Information Station, onde é recomendado fazer uma pausa de pelo menos 30 minutos para aclimatação ao ar rarefeito. Há banheiros e lojinha de souvenires e é, também, onde todo mundo troca de roupa antes de prosseguir a subida.

acimaA estrada que leva ao centro de visitantes é excelente, mas a partir dali a subida é íngreme e por caminho de terra. Por esse motivo, os rangers (yeap!) da reserva só recomendam prosseguir a quem esteja com um veículo com com tração 4×4. Sabendo disso, havíamos escolhido o Jeep Compass para ser o nosso carro na Big Island. O carro não é tããão confortável quanto eu esperava –  confesso que não haver entradas USB decepcionou – mas ainda assim é uma boa escolha.

Quando retornávamos ao Jeep, fomos abordados por um casal de chineses que precisava de carona. Por estarem a bordo de um sedan, eles não poderiam seguir até o cume se não ajudássemos – e assim, Olivia e Wu integraram nossa pequena expedição.

IMG_3910

A paisagem no topo do Mauna Kea é árida, lunar: conforme aprendi no blog da Lúcia Malla, por ser um dos lugares com céu mais propício do mundo para a observação astronômica há, aqui em cima, gigantescos telescópios pertencentes ao Departamento de Astronomia da Universidade do Hawaii em colaboração com a NASA. Aprendi, também, que aqui em cima fica o Lake Waiau (ou o que restou dele): um lago que não é alimentado por chuva, e sim por um permafrost. Hoje ele conta com menos de 20% de seu tamanho original, e eu espero que ele ainda esteja lá quando eu voltar.

IMG_3835Embora seja acessível de carro, o ambiente é muito inóspito – ar rarefeito, temperatura congelante – e por isso não é permitido permanecer no topo após o Sol se por; assim que a luz começa a ficar escassa, os rangers evacuam a reserva.

Na descida, é muito bacana parar novamente na Visitor Station para participar da observação guiada às estrelas que eles oferecem gratuitamente em seus telescópios. Nós estivemos lá em uma noite de Lua Cheia, o que prejudicou – e muito – a observação: por causa do céu iluminadíssimo pela Lua, pudemos vê-lo cravejado por 400 estrelas, contra as impressionantes 4.000 que são avistáveis em noite de Lua Nova! Ou seja: se você puder escolher, já sabe ; )

Dica 1: para essa etapa da viagem, recomendo fortemente que você baixe o app Night Sky, que vai te ajudar a identificar cada uma das milhares de estrelas que iluminam a noite.

Dica 2: além de bastante água e lanche, leve envelopes da sua bebida solúvel preferida (café, cappuccino, sopa instantânea, etc.). Eles oferecem copos térmicos e água quente gratuitamente no Visitor Station, mas não há comida à venda e os envelopes instantâneos custam uma pequena fortuna.

E assim, nos despedimos do Hawaii. A gratidão por termos conhecido um lugar tão mágico é eterna.

Mahalo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s